domingo, 30 de agosto de 2015

Ladrão de memórias

Há males que vem mesmo para o bem. Mesmo que esse mal acabe sendo um dos traumas a carregar pelo resto da vida. É um mal com efeito colateral benéfico e pelo qual é possível viver eternamente grato, mesmo se for alguém lhe apontando uma arma de fogo na cabeça para roubar um aparelho celular.

Ela jamais seria capaz de imaginar que, dias depois de sofrer um assalto quase na porta de casa, às 6 horas da manhã, a caminho do trabalho, se lembraria com gratidão dessa experiência dolorosa. O bandido não levou apenas seu aparelho celular, mas suas fotos, seus textos, suas músicas e tudo mais que lembrava aquele amor que, agora,  tanto desejava esquecer.

O relacionamento estava fadado ao fracasso quando o assaltante apareceu e lhe privou de toda a memória afetiva armazenada no aparelho celular. Mesmo ela amando o namorado, e mesmo ele tendo enorme carinho por ela, não havia mais nada que os dois pudessem fazer, a não ser aceitar que o pra sempre, sempre acaba. Não era apenas jogo de palavras do Renato Russo, ela sabia disso agora.

Eram selfies não publicadas em nenhuma rede social, textos talhados no suor do sexo que faziam com intensidade, ou nas lágrimas causadas por cada discussão. Músicas que, uma a uma, compunham a trilha sonora do romance. Tudo isso levado embora em 30 segundos de uma manhã ensolarada.

E ela ficou assustada ao se dar conta de como tudo foi mais fácil daí em diante. Não havia mais a tentação de remoer sentimentos e lembranças, pois não havia sobrado nada, que não estivesse apenas na memória. Sem a materialização daquelas recordações em fotos ou textos, o nó na garganta ao lembrar dos planos do casal ficava mais ameno e menos complicado de ser desfeito.

E hoje ficaram só as lembranças. Não mais lembranças dolorosas, mas recordações que contribuíram para sua evolução como ser humano, e que, certamente serão fonte de conhecimento para relações futuras. Ela se pegou pensando que se topasse com aquele assaltante por aí, seria capaz de lhe dar um beijo de agradecimento.