terça-feira, 12 de maio de 2009

Semi-Platônico



Meus olhos saltam espantados,

Com a divina leveza de teu ser.

Minhas negras pupilas dilataram-se,

Ante o brilho que emana de ti.




Os meus pêlos ficaram eriçados,

Ao percorrer tuas curvas sinuosas.

Minha alma se regozija,

Com tua presença contundente.




Meus pulmões pulsam agradecidos,

Por respirar o teu perfume.

Meu instinto animal se liberta,

Ao tocar tua carne macia.




Mas, você se sobressalta,

Quando teus olhos cruzam os meus.

Ante brincadeira tão perigosa,

Só nos resta dizer : Adeus!




Aflaudisio Dantas

8 comentários:

  1. rapá....... ce ta dimais....... muito bom mesmo .. parabens...

    ResponderExcluir
  2. Cara sinceramente curti muito teu blog, hoje vemos muita gente fazendo poesias e jogando na rede sem estar nem aí para qualidade do que escreve, gostei muiot do teu blog e do conteúdo principalmente, muito massa o "Semi-Platônico", mas em especial o "Antítese Psicótica" me tocou pois me lembra coisas da minha vida.

    Parabéns siga asism colocando conteúdo d equalidade na rede.

    BLOGdoRUBINHO
    www.blogdorubinho.cjb.net

    ResponderExcluir
  3. Pq um Adeus se parece ter sintonia?? rsrs

    Gostei muito ..

    seucesso pra vc!!

    ResponderExcluir
  4. Uma graça... um poeminha sobre um grande amor!!!

    ResponderExcluir
  5. Amor platônico é bom às vezes, mas também tem momentos que a realidade é boa também.
    O mundo das idéias sempre é melhor(na minha opinião)

    ResponderExcluir
  6. bonito, mas o regozija quebrou o ritmo.

    ResponderExcluir
  7. legal o blog poesia é sempre bom
    principalmente uma bem escrita
    parabens

    ResponderExcluir

manifeste-se