sábado, 23 de maio de 2009


Melancolia Paranóica

Sozinho na imensidão do seu quarto.
Olhando para qualquer lado.
Não consegue ver as estrelas.
Mas, se contenta com o telhado
A fome bate em sua barriga.
Nenhuma mulher bate em sua porta.
Apesar dos dias nebulosos,
Faz tempo que não chove em sua horta.

Já foi rebelde sem causa,
E até crente sem religião.
Já foi um homem alegre.
Porém hoje não tem satisfação.
Sente o tédio lhe comer inteiro,
Até os confins de sua alma.
Tem vontade de se matar,
Mas pra isso coragem lhe falta.

Aflaudisio Dantas

18 comentários:

  1. Belo poema cara!!!
    nem sempre o algre e belo!!!
    eu sempre gosto mais de poemas e musicas que me façam sentir bem fundo
    e esses são as mais e os mais tristes!!!!

    Gosto muito do teu blogger!!!

    Abraços!!!!

    espero sua visita!!!!

    www.marcadonotempo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. parabens pelos suas prosas e poesias
    com certeza é uma boa leitura
    sucesso rapaz

    Se você gosta de ler e discutir assuntos relevantes passe la no Blog do Brazileiro!
    abraço

    ResponderExcluir
  3. Nossa adorei o poema, mostra uma pessoa que muito já fez e que neste momento está sem esperanças, antando-lhe coragem pra tudo.

    ResponderExcluir
  4. Quantas pessoas no mundo estão assim? É triste, mas esse quadro esta cada dia mais normal... Muitos querem morrer, mas só não se matam por falta de coragem...
    Curti muito, parabéns!

    http://papeisriscados.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Realmente, melancólico e solitário. Normal, todos passamos por fases assim.

    abs

    ResponderExcluir
  6. E respondendo seu comentário no meu blog: concordo que pessoas mal educadas não existem só em escola pública. Mas aqueles do caso eram de escola pública, eu os ouvi falando isso...

    ResponderExcluir
  7. ódio e a falta de coragem... dois sentimentos corrosivos que geralmente se encontram para definhar o ser.

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito, mas achei distante, difícil de falar sobre.

    Não diria paranóico, mas tem muito de melancólico. De qqer forma, o ápice dele foi quebrado: não se teve coragem! rs

    ResponderExcluir
  9. é nois...

    Sinto o tedio me comendo até o confins da minha alma ..rsrs

    ainda bem que naum conheço ninguem com o apelido de tedio ¬¬

    ResponderExcluir
  10. Poema interessante!

    www.conto-um-conto.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Ótimo poema,só que o tema,é meio cliche.

    ResponderExcluir
  12. passando pra dar uma conferida no blog valew!

    www.celebritypoke.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. A maioria das pessoas, infelizmente, "não consegue ver as estrelas" e "se contenta com o telhado". Belos versos! Abraços e sucesso com o blog!

    ResponderExcluir
  14. E o futuro de alguns que nao sabe aproveitar bem a vida!

    ResponderExcluir

manifeste-se