sexta-feira, 24 de abril de 2009

Efemeridades

É a palavra que fere.
O gesto que humilha.
A angústia que entristece.
A ira que mata.
É o piromaníaco,
Que a alma incendeia,
O corpo incinera,
E o sentimento extermina.
É a alegria passageira.
Ou quem sabe a dor eterna.
É a outra metade.
O lado negro da Lua.
É aquela mulher nua.
Que estimula o teu gozo.
É o sêmen perdido,
Numa masturbação.
É o teu coração.
Que agora bate mais forte ,
Como se estivesse a fugir ...
A fugir da Morte!

Aflaudisio Dantas

10 comentários:

  1. Parabéns cara... sua poesia é brilhantes!
    Ontem já tinha estado aqui e li um pouco... Hoje por sorte cai no orkut e vi seu blog...
    Seguirei de agora em diante!
    Dá um pulo no meu... http://cem-e-meio.blogspot.com/
    Abraço...

    ResponderExcluir
  2. opa, passando pra te fazer um elogio... vc eescreve bem... já disso isso né?

    kkk, abração!

    ResponderExcluir
  3. Lembra um pouco Augusto dos anjos, gostei...não sou muito fã, é verdade, desse tipo de poesia, porém não posso ignorar que ela, foi muito bem feita, parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Lembra um pouco Augusto dos anjos, gostei...não sou muito fã, é verdade, desse tipo de poesia, porém não posso ignorar que ela, foi muito bem feita, parabéns.

    ResponderExcluir
  5. forte e bonito, adorei.
    obrigada pela visita em meu blog.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Parabéns por estas belas palavras de reflexão. Parabéns pelo seu blog !
    Abraço

    Otimização de recursos e serviços.
    http://menosbits.blogspot.com/
    O jeito inteligente de se usar a internet.

    ResponderExcluir
  7. Gosteido blog por completo.
    Está de parabéns.
    Vou linkar como favorito.

    abraços.

    ResponderExcluir
  8. você tem uma ótima maneira de expressar seus sentimentos...próprio dos bons poetas...

    ResponderExcluir
  9. Gostei do poema ^^
    Obrigado por visitar o meu blog e sim, George Orwell é fantástico!

    Recomendo também "A revolução dos bichos"

    Parabéns!

    ResponderExcluir

manifeste-se